Teste de Post Número 3

0
194

Links permanentes são as URLs de cada postagem, categoria e outras listagens do blog. O link permanente é usado quando alguém quer apontar para o seu site, ou quando alguém quer enviar por e-mail o endereço de algum artigo seu. O URL de cada postagem deve ser fixa, ou seja permanente e nunca mudar.

Contents

1 Tipos de links permanentes
1.1 Padrão “Feio”
1.2 Links Permanentes Legíveis
1.3 Quase Legível
2 Estrutura de Links permanentes
2.1 Tags de estrutura
3 Links Legíveis sem mod_rewrite
4 O arquivo .htaccess ?
4.1 Criando e Editando (.htaccess)
4.2 Atualizando .htaccess
4.3 Corrigindo Problemas de Geração de .htaccess
5 Links Permanentes, .htaccess e MS Frontpage
5.1 Consertos Rápidos, Frontpage ou Links Permanentes
5.2 Usando FrontPage e Links Permanentes Juntos
6 Links Permanentes Longos
6.1 Corrigindo Outros Problemas
7 Dicas e Truques
7.1 Evitando Interpretações de Link como Arquivo
7.2 Verificar Estrutura de Links Permanente
8 Mais Ajuda
9 Links Externos
Tipos de links permanentes
Existem três tipos básicos de links permanentes no WordPress:

Padrão “Feio”
Links Permanentes Legíveis
Quase Legível
Veja sobre cada um desses tipos de configuração:

Padrão “Feio”
O padrão de links do WordPress é algo como:

http://examplo.com/?p=N
onde N é o número ID da postagem. Funciona em todos os ambientes de servidor, mas ele não é tão agradável como algumas das outras opções.

Links Permanentes Legíveis
Usando mod_rewrite ou lighttpd tenha links legíveis em seu site. Há muitos formatos disponíveis:

http://examplo.com/categoria/nome-da-postagem/
or http://examplo.com/2011/janeiro/14/nome-da-postagem
Algumas pessoas eliminam alguns ou todos os elementos de data (dia, mês, ano) para ter um formato mais curto.

Exigências para o servidor:

Servidor Apache com módulo mod_rewrite instalado.
WordPress Em diretório próprio
Opção FollowSymLinks ativada
FileInfo directives ativado (ex:. AllowOverride FileInfo ou AllowOverride All)
Um arquivo .htaccess (se inexistente, o WordPress poderá criar um ser tiver permissão)
Se quer permitir o WordPress de escrever no arquivo .htaccess ele deve ter permissão de escrita.
Para lighttpd, veja External Resources (em inglês)
Usuários de Mac usando o WordPress localmente, devem editar o arquivo httpd.conf mudando a linha AllowOverride para ler AllowOverride All no Directory “/Library/WebServer/Documents”. Para Mac OS X 10.5.x e superior, este arquivo está em /private/etc/apache2/users/[seu-nomedeusuario].conf, ou em /etc/httpd/httpd.conf.
Quando criar ou atualizar uma estrutura de links permanentes “bonito”, o WordPress vai gerar regras de re-escrita e tentar inseri-los no arquivo .htaccess. Se não puder, ele vai dizer algo como Atualize seu arquivo .htaccess agora. e mostrar as regras para que você copie e cole no arquivo (colocá-los no final do arquivo).

No WordPress 2.0+, você provavelmente precisará fazer isso apenas uma vez, porque o WordPress faz a re-escrita internamente . Se você transferir o seu diretório do WordPress (endereço do blog ), será preciso repetir este passo.

WordPress age normalmente com arquivos .htaccess existentes e não irá excluir qualquer regras de Re-escrita existentes ou de outras diretivas. Se você tiver outras regras mod_rewrite, adicione antes das que o WordPress criar.

Quase Legível
PATHINFO é quase parecido com mod_rewrite com uma exceção: /index.php fica inserido antes do endereço:

http://examplo.com/index.php/2011/01/14/nome-da-postagem/
Links mod_rewrite são quase o mesmo que “links legíveis” e são igualmente flexíveis. Qualquer coisa que mod_rewrite pode fazer, PathInfo pode fazer, com a ajuda de index.php.

Existe um plugin útil que exibe o tipo de link permanente que está sendo usado e informações detalhadas sobre as regras internas de reescrita usadas pelo WordPress.

Estrutura de Links permanentes
No painel Configurações em Opções → Links Permanentes, você pode escolher uma das estruturas ou criar a sua própria “estrutura personalizada”, utilizando as tags estrutura.